Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Jubilado

O pensamento não se reforma.

Saborear o insonso

14.02.18

Os acontecimentos na nossa vida são, na maioria, dependentes uns dos outros. Tudo tem um princípio e um fim. No meio desses pontos de partida aprendemos a gerir os nossos medos e expectativas. Enfrentamos desafios e constatamos que a alegria nem sempre nasce da realização de todos os nossos desejos. Conhecemos os nossos limites e aprendemos a aproveitar todos os momentos.

Quando o nosso corpo se sobrepõe à nossa mente ele molda os nossos pensamentos. O Ter e o Ser vão-se equilibrando mutuamente. Sabemos o que importa e o que é indispensável. Fugimos dos ciclos viciosos porque somos obrigados a parar. Vamos ficando mais atentos e despertos para o banal dia-a-dia. Saboreamos o insonso como se fosse uma iguaria. O exterior por vezes passa a ser irrelevante. Temos consciência que os dias estão nas nossas mãos e as oportunidades também. Somos gestores credenciados do que nos acontece.     

The World is Yours.gif