Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Jubilado

O pensamento não se reforma.

O melhor é não fazer nada

08.02.18

Quando é que é suficiente?

Ansiedade. Stress. Desorientação. Irritação. Falta de sono. Desilusão. Um ciclo vicioso. Na medida do possível o melhor é não fazer nada. Absolutamente nada. Parar simplesmente. Criar limites. Parar para prosseguir.

Talvez assim se possa adquirir uma maior consciencialização do que se passa ou de quem somos. Perceber os fundamentos desta vida. Recordar o que é importante. Reparar no que está à frente do nosso nariz. Dominar o medo. Abrandar na solidão. Reorganizar as prioridades. Redescobrir o entusiasmo. Ser novamente livre para descobrir apenas a verdade.

Parar, ás vezes, é a resposta. É a solução.

Parar é deixar de fugir de si mesmo.  

Silêncio.jpg

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.