Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Jubilado

O pensamento não se reforma.

Ignorar o óbvio

05.03.18

Dizem que o egoísmo concentra todos os afectos em si próprio. Já olhei com repugnância para os egoístas. Hoje em dia apenas os ignoro. Aliás, a realidade centrada no interesse pessoal que não se coloca em bicos de pés, e não prejudica ninguém, acho mesmo saudável e necessária. Um carácter forte nem sempre pede desculpa porque não é sempre robusto. O orgulho e a teimosia fazem o resto. Obstinados e cegos com a imagem que possuem de si próprios ceder apenas pode ser uma fraqueza obviamente. Reconhecer os seus erros não é fácil, mas revela dignidade.

É compreensível ser distante e intolerante, mas devemos aceitar os defeitos dos outros. O medo de ser novamente magoado prevalece, mas torna-se num tormento e num castigo para quem vive ao seu lado. Ocasionalmente surge alguém menos mau e percebemos também que não somos tão bons como presumimos.      

Quem é vítima do mal procura ajuda para o vencer.

wwwwjh.jpg